Encontro entre cooperativas e empresários dialogam sobre a melhor forma de comercializar produtos de baixas emissões no estado do Acre


O Earth Innovation Institute (EII), a Rede Acreana de Negócios Sustentáveis (RANS), e parceiros realizaram no dia, 4 de abril, o Encontro de Diálogo para Futuros Negócios de Baixas Emissões do Estado do Acre entre produtores e empresários locais com o propósito de identificar oportunidades comerciais às cooperativas do Acre.

O encontro realizado entre produtores rurais associadas a 13 cooperativas do estado do Acre e empresários locais indicou que os produtos produzidos pelas cooperativas necessitam se aprimorar no processo de beneficiamento para comercializar nas redes de supermercados e lojas no estado do Acre. A falta de informação sobre os processos de beneficiamento dos produtos para alcançar mercados maiores por parte das cooperativas de pequenos agricultores ainda é precária.  Diálogos promovidos como este encontro são necessários para sensibilizar os próprios produtores, governos e empresários e encontrar caminhos que ajudem a estes produtores a alcançar mercados que proporcionem maior valoração de seus produtos.

Resultado deste encontro, foi elencados uma lista de necessidades a serem trabalhadas em cada sector, governo, cooperativas (produtores), empresas e sociedade organizada. Todos os setores tem papel importante e devem trabalhar de forma conjunta para apoiar a iniciativa destas cooperativas.

As 13 cooperativas que fazem parte da RANS, são agricultores que na premissa da sua produção é produzir produtos sem incrementar o desmatamento ou de forma sustentável.  Fortalecer estas iniciativas de produtos de baixas emissões e encontrar mercados que valorizem seus produtos são atividades que o EII vem promovendo no estado do Acre. Este evento contou com participação de aproximadamente 70 pessoas sendo representados por 13 cooperativas, seis secretarias do estado do Acre, quatro representantes de empresas locais, e cinco organizações da sociedade civil.

Apoio deste evento foi realizado com recursos da NORAD, através de seus projetos PNUD/GCF-Acre e 3FI.