Papua Ocidental

Papua Ocidental é uma das duas províncias indonésias na ilha de Papua, na parte mais oriental do país. É caracterizada por uma topografia dramática, florestas densas e exuberantes, repleta por recifes de coral, e uma impressionante diversidade étnica.
É também uma das províncias mais pobres da Indonésia, com baixa densidade populacional e participação muito limitada dos povos indígenas ou tradicionais no desenvolvimento agrícola. As florestas naturais de Papua Ocidental permanecem em grande parte intactas de conflitos sociais, uma vez que a expansão da agricultura em larga escala ainda é mínima. No entanto, embora a taxa de desmatamento e degradação florestal histórica seja baixa quando comparada com outras regiões da Indonésia, a retirada de madeira ilegal é uma prática comum, e o plano de desenvolvimento provincial alocou uma quantidade significativa de terra para uso comercial.

Estas alocações de uso da terra são para plantações, exploração comercial, mineração e infra-estrutura, e sua concretização implicará na conversão de grandes áreas de florestas.

Os povos indígenas de Papua não possuem experiência ou cultura na participação do cultivo intensivo de culturas lucrativas. Portanto, são mais propensos a perder espaço para os migrantes ou populações não indígenas caso uma agricultura de plantação em larga escala venha a ser adotada.

  • A Província de Papua Ocidental foi criada em 2001 através da divisão da província anteriormente conhecida como Papua em duas províncias.

  • O total da cobertura florestal nativa de Papua Ocidental é de aproximadamente 90 por cento da área total.

  • Além de um conjunto de espécies terrestres diversificada, Papua Ocidental abriga de 75% de todas as espécies de coral conhecidas e 1.074 espécies de peixes.

Strategy

A governança do vasto território de Papua Ocidental é um grande desafio para a Província. Para apoiar os esforços de Papua Ocidental para encontrar um equilíbrio justo entre a conservação e o desenvolvimento, o Instituto Inovação da Terra está trabalhando no âmbito jurisdicional para obter acordos entre as partes interessadas (empresas e comunidades) para o desenvolvimento rural sustentável. Em particular, estamos trabalhando para melhorar a gestão e governança da indústria madeireira, analisando as políticas e fatores de mercado atualmente moldando a indústria de Papua Ocidental e fazendo recomendações de como fazer a transição para uma gestão sustentável de recursos madeireiros.

Através da pesquisa participativa com as comunidades locais, o Instituto Inovação da Terra está trabalhando com comunidades indígenas para identificar opções de subsistência sustentáveis. Meios de subsistência alternativos devem ser promovidos a fim de se reduzir a dependência financeira das comunidades indígenas sobre a venda de madeira. A antecipação da expansão agrícola em larga escala também exige o planejamento de estratégias para mitigar os impactos ambientais das alterações do uso do solo, bem como estratégias para permitir que os povos indígenas possam participar no desenvolvimento agrícola.